Pastoral
13/04/2022

A Campanha da Fraternidade nas Presenças Salesianas

Em 2022, a Campanha da Fraternidade (CF) dá luz a um tema muito salesiano: Fraternidade e Educação, trazendo como lema um trecho do livro de Provérbios: “Fala com Sabedoria, Ensina com Amor” (Pr. 31,26). Como já ensinava Dom Bosco, desde Turim, “...a educação é questão de coração, do qual somente Deus pode dar-vos as chaves”, sendo seguido em Mornese pelo cuidado de Madre Mazzarello quando orientava: “Vocês que têm o dever de ensinar e acompanhar as Postulantes e as alunas, infundem em seus corações a simplicidade e, especialmente, a sinceridade”. Assim, toda a missão salesiana se dedica a acolher e transformar a vida de crianças, adolescentes e jovens por meio da educação, fazendo sempre uma escolha preferencial por aqueles e aquelas que se encontram em situação de vulnerabilidade, tendo o carisma salesiano como o diferencial da Congregação dentro do tripé razão, religião e amorevollezza (bondade).

 

Neste contexto, confira algumas ações das presenças salesianas que tiveram a Campanha da Fraternidade 2022 como foco:

 

INSTITUTO SÃO JOSÉ, RESENDE (RJ)

 

Todos os anos, o Instituto São José realiza o Passeio da Fraternidade, com exceção dos últimos dois anos devido a pandemia. Este ano, a tradição foi retomada e o Passeio aconteceu no dia 20 de março, trazendo como tema a Campanha da Fraternidade. Na oportunidade, a escola realizou uma ação social em prol do Asilo Nicolino Gulhot com arrecadação de fraldas geriátricas. O evento contou com cerca de 300 pessoas, que participaram com bicicletas, patinetes, patins, skates ou a pé. Durante todo o percurso, foram sorteados cerca de 100 brindes, além do sorteio de uma bicicleta Wendy, aro 26, 18 marchas.

Foram feitas 3 paradas muito importantes para que o Pe. Warley desse a benção às escolas de Resende, aos comerciantes e aos enfermos. O encerramento foi no Parque das Águas, onde aconteceu o sorteio da bicicleta e a vencedora foi a supervisora Eliane Xavier. Foram arrecadados mais de 100 pacotes de fraldas e, mesmo depois do fim do evento, a equipe de pastoral continuou recebendo doações.

 

  

  

 

PARÓQUIA SENHOR BOM JESUS, MATRIZ DE CAMARAGIBE (AL)

 

Na noite do dia 14 de março, a Paroquia Senhor Bom Jesus realizou a abertura da Campanha da Fraternidade (CF) 2022, no Centro Juvenil Dom Bosco. O pároco, Pe. Leoni, deu início ao encontro, acolhendo todos que vinham chegando, com cantos e boas-vindas. O palestrante, Pe. Magno de Carvalho (SDB), vigário da paróquia Nossa Senhora das Dores em João Pessoa (PB), foi quem apresentou o material da CF. “É muito bom falar de um tema que para a Igreja é tão caro, para a sociedade é tão necessário e importante que é a educação. Falar da Campanha da Fraternidade é recordar que estamos vivendo um tempo muito propício para a salvação, para uma reflexão da vida. A Campanha da Fraternidade faz parte de um itinerário quaresmal, e a quaresma representa tempo de preparação, onde somos convidados ao jejum, a oração e a caridade”, diz Pe. Magno.

 

Em outro momento, o palestrante deu oportunidade aos que estavam ali presentes para partilhar sobre o tema ouvido. A secretária de educação do município e salesiana cooperadora, Sra. Ana Gomes, destacou que recebeu uma belíssima formação quando se tornou salesiana e que usara esse aprendizado em sua gestão.

 

O encontro também teve apoio do Pe. Geraldo Albuquerque (SDB), que é diretor do Centro Juvenil, e encerrou com a benção final, dada pelo Pe. Leoni.

 

  

 

COLÉGIO SALESIANO NOSSA SENHORA AUXILIADORA, JABOATÃO DOS GUARARAPES (PE)

 

O lema “Fala com sabedoria, ensina com amor” da CF 2022 marcou a manhã e a tarde de formação pedagógica pastoral com os educadores do ensino fundamental I e II, no Colégio Salesiano Nossa Senhora Auxiliadora. O momento oracional de início foi conduzido pela equipe de pastoral que seguiu dando a formação sobre a importância do entendimento do tema da Campanha da Fraternidade. “É essencial para o educador que atua em escola confessional católica compreender a dinâmica e a proposta da CF deste ano, pois ela nos convida a refletir e propor soluções educativas para destinatários que sofreram fortes transformações em meio aos acontecimentos mundiais recentes, como a pandemia por exemplo. O educador é novamente exortado a se reinventar e cada vez mais utilizar práticas educativas que promovam o protagonismo estudantil, colocando os alunos em posição protagonista no processo de ensino aprendizagem” disse o coordenador de pastoral do colégio, Lindonjonhson Lima.

 

Em seguida, o momento pedagógico foi dirigido pela orientadora educacional Karla Macedo, que trouxe o conceito de “criar relação” por trás da palavra rapport para o meio discursivo, fazendo uma ponte com o tema da campanha. “Para que a aprendizagem seja efetiva, é de extrema importância que se estabeleça entre professor e aluno um rapport, ou seja, um vínculo de confiança mútua ou afinidade emocional. E que esta relação seja flexível e verdadeira, onde professor e aluno devem existir e coexistir em sala de aula”.

 

  

 

INSTITUTO NOSSA SENHORA DA GLÓRIA, MACAÉ (RJ)

 

A Pastoral Escolar do Instituto Nossa Senhora da Glória (INSG/Castelo) promoveu ações para reunir os alunos do Ensino Fundamental e Médio, até o final do ano letivo. Para o coordenador da Pastoral Escolar, Renan Marinho, é importante conscientizar os alunos sobre a realidade da educação em diferentes cantos do Brasil. “É preciso pensar de que maneira podemos colaborar para que outros jovens encontrem oportunidades para serem educados, a fim de que aprendam conteúdos mínimos necessários para conseguirem trabalho e possam melhorar suas vidas com dignidade e mais amor”, ressalta.

 

Como gesto concreto, este ano, a Pastoral Escolar organizou uma campanha de doação de livros. Os títulos farão parte de uma biblioteca solidária montada no Colégio Municipal Ancyra Gonçalves Pimentel. Quem desejar, poderá doar livros infantis, de ficção e não ficção, escolares, enciclopédias, dicionários, entre outros. A ação acontece em parceria com a Articulação da Juventude Salesiana (AJS).

 

  

 

COLÉGIO SALESIANO DO SALVADOR, SALVADOR (BA)

 

Foi no espírito de solidariedade que o Colégio Salesiano do Salvador mobilizou a família dos estudantes do Ensino Fundamental - Séries Finais na arrecadação de 286kg de alimentos não perecíveis em um Drive-Thru Solidário. A atividade de fomento à prática da solidariedade contribui com o projeto humanitário baseado na Campanha da Fraternidade (CF) 2022. Os itens arrecadados serão direcionados para famílias em situação de vulnerabilidade social assistidas pela Presença Salesiana em Salvador.  “Tratemo-nos uns aos outros com gentileza, cortesia e caridade", apoiada nesta filosofia de Dom Bosco, a coordenadora pedagógica do Ensino Fundamental séries finais e Ensino Médio do Colégio, Ana Ruth Carvalho, compartilhou: "A experiência em mobilizar nossa comunidade estudantil no que tange a participação efetiva no cuidado social com o outro é um diferencial da nossa casa. Estenderemos a coleta de donativos até 08/04”.

 

 

 

 SOBRE A CAMPANHA DA FRATERNIDADE (CF) 

 

A Campanha da Fraternidade nasceu por iniciativa de Dom Eugênio de Araújo Sales, em Nísia Floresta, Arquidiocese de Natal (RN), como expressão da caridade e da solidariedade em favor da dignidade da pessoa humana, dos filhos e filhas de Deus.

 

Assumida pelas Igrejas Particulares da Igreja no Brasil, a Campanha da Fraternidade tornou-se expressão de comunhão, conversão e partilha. Comunhão na busca de construir uma verdadeira fraternidade; conversão na tentativa de deixar-se transformar pela vida fecundada pelo Evangelho; partilha como visibilização do Reino de Deus que recorda a ação da fé, o esforço do amor, a constância na esperança em Cristo Jesus (Cf. 1Ts 1,3).

 

A Campanha da Fraternidade tem hoje os seguintes objetivos permanentes:


1 – Despertar o espírito comunitário e cristão no povo de Deus, comprometendo, em particular, os cristãos na busca do bem comum;
2 – Educar para a vida em fraternidade, a partir da justiça e do amor, exigência central do Evangelho;
3 – Renovar a consciência da responsabilidade de todos pela ação da Igreja na evangelização, na promoção humana, em vista de uma sociedade justa e solidária (todos devem evangelizar e todos devem sustentar a ação evangelizadora e libertadora da Igreja)”;

 

A coleta anual da CF, realizada como um dos gestos concretos de conversão quaresmal, tem infundido um bem imenso no cuidado com aqueles que se encontram em situação de vulnerabilidade.

 

Fonte: Uma colaboração das Assessorias de Comunicação das Instituições citadas, com informações da CNBB­

Compartilhe