Social
19/01/2023

Estudantes de medicina iniciam projeto em aldeias indígenas Salesianas

Na sexta-feira (13/01) chegou o grupo de 41 jovens, acadêmicos de medicina e médicos, da UNILUS – Faculdade de Ciências Médicas de Santos, às missões indígenas de Sangradouro e Meruri, para realizarem a 14ª expedição do PAAPI – Projeto Acadêmico de Assistência aos Povos Indígenas.
Antes de iniciarem a jornada de trabalho entre os indígenas Bororo (Meruri) e Xavante (Sangradouro) os voluntários do PAAPI conheceram as belezas naturais da Chapada dos Guimarães.
Aldeia Sangradouro — O sábado começou com uma visita na aldeia para todos os membros do grupo se ambientarem. Em uma conversa com o cacique Alexandre os voluntários tiveram uma recepção calorosa. Na parte da tarde, um grupo de alunos organizou o ‘postinho’ com as medicações enquanto outro grupo brincava com as crianças.
No domingo, os voluntários do projeto foram logo cedo para a aldeia onde participaram da missa dominical com a comunidade. Em seguida, os grupos foram divididos para realizar as visitas domiciliares, terminar de arrumar o postinho e brincar com as crianças. Após o almoço, eles participaram da ‘corrida do buriti’, uma tradição xavante em que dois grupos masculinos correm 10 quilômetros carregando uma tora de buriti nos ombros de um por um dos integrantes de cada grupo. Ao final, todos dançam na aldeia.
Após a corrida, os acadêmicos seguiram as atividades das visitas domiciliares e as brincadeiras com as crianças.
Aldeia Meruri — Logo no início do sábado (14/01), os acadêmicos começaram a separar os medicamentos para serem colocados no ‘postinho’ da missão, enquanto os gestores do projeto, saíram pela aldeia, para fazer o mapeamento das casas. Após o almoço, foi feito um planejamento de atividades para concluir o abastecimento do ‘postinho’ com os medicamentos. Os voluntários também organizaram diversas brincadeiras com as crianças e ajudaram na realização do ‘oratório festivo’ junto com os salesianos missionários.
No domingo, o dia começou com a participação na Missa Dominical junto com a comunidade. A missa foi presidida pelo diretor da Missão Salesiana de Meruri, P. Andelson de Oliveira. Em seguida, os acadêmicos se dedicaram a lavar os cabelos e retirar piolhos das crianças bororo. À tarde, eles participaram do ‘oratório festivo’ com os formandos salesianos que também estão na região. Nesta segunda-feira (15/01) começaram as visitas domiciliares.
O PAAPI é um projeto acadêmico criado e realizado por alunos do curso de Medicina da FCMS de Santos no ano de 2009. Até 2022 foram realizadas 13 expedições.


Fonte: Euclides Brites

Compartilhe